Dr.ª Juliana Petermann - O subcampo da criação publicitária, a constituição do habitus e seus mecanismos de institucionalização, desde a formação acadêmica até a atuação no mercado publicitário  (em andamento desde 2016)

Descrição: Esta pesquisa possui dois focos principais de atenção: um voltado para o ensino na área de criação publicitária e o outro voltado para o mercado publicitário. Em relação ao ensino questionamos, por exemplo, porque, entre os ingressantes no curso de publicidade, a inclinação à criação publicitária é maior do que no momento de tornar-se egresso? Além disso, intriga-nos um viés de gênero: considerando a predominância masculina nos departamentos de criação das agências de publicidade, em que medida as meninas interessam-se pela área durante a graduação e perdem o interesse quando se aproximam do mercado publicitário? Em relação ao mercado publicitário, consideramos duas das principais reconfigurações que estamos acompanhando. A primeira delas é sobre os modelos de agência e a crise de modelos dos negócios tradicionais, impactados especialmente pelas questões de remuneração de mídia, afetadas pelos formatos digitais. Perguntamo-nos, empiricamente, se o modelo tradicional de agência está em crise, onde estão empregando-se os estudantes egressos do curso, considerando especialmente aqueles que haviam se interessado pela área da criação, durante a graduação? A segunda reconfiguração é uma que trata das questões discursivas da esfera da publicidade. Também, empiricamente, perguntamos: como o subcampo da criação vem se adaptando frente às questões da necessária ampliação de representação em termos de gênero, de classe e de raça, escapando de seus próprios estereótipos e clichês? Como uma esfera tão homogênea em termos de constituição (65% dos profissionais da criação são homens) pode gerar produtos – no caso, anúncios publicitários – que sejam representativos em relação a gênero, por exemplo? Assim, esta pesquisa está conduzida pela seguinte problemática: Desde o âmbito acadêmico até o do mercado publicitário (incluindo as questões de gênero, as reformulações nos modelos de agências e de negócios e as demandas contemporâneas de revisão do discurso publicitário), como se configuram os mecanismos de institucionalização da criação publicitária no Rio Grande do Sul pela perspectiva do habitus e dos capitais? Para tanto, definiu-se o seguinte objetivo geral: A partir de platôs definidos previamente, averiguar os esquemas de institucionalização tanto na academia quanto no mercado da criação publicitária no estado do Rio Grande do Sul, conduzidos pelas perspectivas do habitus e dos capitais que este aciona: social, cultural e econômico.


 Links Importantes

 

capes 72012 RGB

 

CNPq logo

 

Animus

 

compos

 

intercom

 

 logo sbpjor

 

abrapcorp

 

 abp2