Dr.ª Eugenia Maria Mariano da Rocha Barichello

O processo de midiatização como matriz de práticas comunicacionais: estratégias em Comunicação Organizacional e Relações Públicas à luz da Media Ecology (em andamento desde 2016)

Descrição: este projeto dá continuidade e procura aprofundar teórica e metodologicamente o projeto anterior Midiatização, visibilidade e legitimação: estratégias de Comunicação Organizacional e Relações Públicas em ambiências digitais (2013-2015), considerando que o atual contexto tensiona e movimenta os conceitos relativos ao campo da comunicação organizacional e das relações públicas, encaminhando para a sua compreensão por meio da perspectiva da comunicação relacional na sociedade midiatizada, onde há um incremento notável da mediação técnica e ocorrem novos arranjos nas relações entre indivíduos e organizações. Atualmente, as investigações efetuadas no Grupo de Pesquisa que lidero e as orientações de dissertações de mestrado, teses de doutorado e estágios pós-doutorais no Programa de Pós- Graduação em Comunicação da UFSM têm encontrado como barreira a “dicotomia” entre a comunicação on-line e off-line, tanto em perspectivas teóricas como metodológicas. Estas reestruturações das relações entre indivíduos, instituições e organizações, tanto no contexto macro como em práticas em nível mais localizado, podem encontrar um respaldo teórico importante, no cenário atual, na escola de pensamento denominada Media Ecology, que possui representantes distribuídos em diferentes países e parece adequado para explicar os fenômenos estruturais, que tem ocorrido nas organizações e nas suas relações com os “públicos”, considerados aqui como interagentes e participantes de um processo de negociação de sentidos. A perspectiva micro, relativa às atividades teórica e prática da profissão de relações públicas no contexto da sociedade midiatizada, nos insere na conjuntura dos fluxos de sentido postos em circulação, relativos às organizações e não, somente, aos fluxos propostos pelas organizações. Ou seja, a midiatização traz consigo processos comunicacionais possibilitados por atores individuais e coletivos e pelo uso da técnica, ou melhor definindo, da sociotécnica. Assim, o contexto da sociedade midiatizada movimenta e mobiliza as tradicionais dinâmicas relativas às relações e vínculos possíveis entre as propostas das organizações e seus interlocutores. Com a finalidade de mapear essas relações e as reestruturações delas decorrentes, esta proposta toma como objeto as práticas comunicacionais cujos processos de circulação das informações são caracterizados por uma suposta superação das dicotomias entre emissor/receptor, meio/mensagem e busca caracterizar novos fluxos de comunicação. Porém, inova ao agregar aportes teórico-metodológicos, especialmente os conhecimentos e experiências adquiridos em decorrência do recente Estágio Pós-doutoral Sênior, que realizei junto à University College London, uma das 18 universidades que formam a Universidade de Londres.


 Links Importantes

 

capes 72012 RGB

 

CNPq logo

 

Animus

 

compos

 

intercom

 

 logo sbpjor

 

abrapcorp

 

 abp2